Este é o blog do Adote um Professor, o programa-raiz da União das Árvores (123s), ONG fundada no Rio de Janeiro em 2006. Aqui publicamos relatórios, projetos e sementes para uma Escola Ecológica. Conheça a nossa missão.


2009-10-05

corpoECOlogia: Manuela Berardo, SET/09

PATRONATO OPERÁRIO DA GÁVEA
Rio de Janeiro, Brasil
Professora: Manuela Berardo

Relatório
SETEMBRO 2009



Continuaremos explorando o elemento 'terra'.  Através dos cinco sentidos, traremos o corpo em sua totalidade para a pesquisa.  Iniciaremos as pesquisas da apresentação de fim de ano, relacionada à 'terra'. Pretendo marcar um passeio para vivenciarmos o conteúdo trabalhado em sala, além de realizar com Carolina Matos uma reunião de pais.

A reunião pretende envolver os responsáveis no processo de aprendizado das crianças, apresentando-lhes os principais conteúdos abordados. Além disso, nossa equipe corpoECOlógica está maior! As voluntárias Deborah e Aline, além da professora Carol, estão firmes no Patronato, fortalecendo a ONG e me deixando particularmente muito feliz.


Amendoeira, melancia, ipê, duendes e fadas. Partimos numa jornada encantada na floresta. O cheiro de terra nos acompanhou durante todo o mês e, juntos, descobrimos novas flores na cidade, na escola e em nossos corações. Pensamos com as mãos nos pés do amigo. Este pensamento nos religou às nossas raízes e, compartilhando do mesmo 'chulé', entendemos que para crescermos precisamos nos aprofundar. Foi um dos segredos que as árvores nos contaram neste mês.

Aprofundando a ligação entre o grupo, cada turma escolheu um nome para si. Este nome deveria falar de corpo e de ecologia ao mesmo tempo. Depois de muitas sugestões e uma votação, a turma da manhã passou a se chamar 'Turma Elástica' e a turma da tarde passou a se chamar 'Cabrito Levado', nome eleito por unanimidade!

Um dia, convidados pelos gnomos, fomos ao Parque Lage e lá tivemos a honra de encontrar Gaia! Ela nos contou outro segredo: a terra é nossa Mãe e nos alimenta. Com gratidão, bebemos suco de melancia fresquinho e descobrimos uma coisa incrível: no Japão as pessoas fazem melancia quadrada!

Trouxemos nosso aprendizado para o corpo, brincamos de 'pique-melancia', criamos uma dança para o Ipê e frases de movimento para a música da amendoeira. Conhecemos mais sobre fadas, gnomos, dríades e duendes. Eles são os elementais da terra e, juntos, protegem a natureza. Aprendemos novas qualidades de movimento com eles e imaginamos com o nosso corpo como é que eles dançam.

Tivemos a honra de contar com a presença de Aline na turma 'Cabrito Levado' às quartas feiras à tarde. Seguem alguns comentários dela sobre as aulas:

"Participei até o momento de três aulas de Manuela na antiga 'turma cinza', agora rebatizada 'Cabrito Levado'. A turma é um pouco heterogênea em termos de idade, mas apesar disso bastante integrada. Todos reagem com alegria à chegada de Manuela, ainda que alguns apresentem alguma resistência em fazer a aula, por motivos particulares e nem sempre muito claros.

A turma como um todo tem um caráter doce e participativo, por vezes muito agitada, mas pelo menos jamais apática."
(Aline Matias,
psicóloga e psicoterapeuta corporal reichiana)

Também contamos com a presença de Deborah Castor durante o mês, acompanhando a turma da manhã, agora 'Turma Elástica'. Segue um trecho do belíssimo texto escrito por ela, que pode ser lido na íntegra clicando-se aqui.

"Nos meses de agosto e setembro de 2009, tive o prazer de acompanhar as atividades do projeto corpoECOlogia, na Creche Patronato Operário da Gávea, no Rio de Janeiro. Mais especificamente, estive ao lado da facilitadora Manuela Berardo, com a qual dividi momentos de grande riqueza. Primeiramente, com o olhar de psicóloga (minha profissão), pude perceber o cuidado e carinho com que a Manuela conduzia as aulas e as relações com a direção e funcionários da instituição. Chamou-me a atenção a maneira com que a facilitadora preocupa-se em fazer um intercâmbio entre os alunos, os pais e o corpo docente da escola, mostrando-se consciente da verdadeira proposta da ecologia, a qualidade das relações entre as partes que compõem o todo.

Assim, fico feliz em perceber que a ecologia é abordada através dos temas relacionados ao meio-ambiente e a relação do homem com a natureza, o olhar para si através da descoberta dos movimentos do próprio corpo, e o olhar para o outro (percebendo as descobertas feitas pelos colegas, o aluno acaba imitando seu amigo).(...)

Na complexidade dessas forças que atravessam a realidade, o presente pede um fluxo sempre pulsante, com que Manuela sabe muito bem como lidar. Sempre com a abertura de um aprendiz e um olhar que descobre a cada momento, como o das crianças, ela consegue propor atividades que engajam o imaginário infantil e a liberdade de se movimentar de forma diferente no espaço escolar: tocar o amigo de uma outra maneira e explorar o ambiente cotidiano através das diversas possibilidades em que se apresenta, como escalar o móvel em que ficam guardados os colchões e caminhar descalço na terra.(...)"

(Deborah Castor,
psicóloga, pesquisadora e ativista
pela cultura de comunidades indígenas)
Ler post inteiro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário