Este é o blog do Adote um Professor, o programa-raiz da União das Árvores (123s), ONG fundada no Rio de Janeiro em 2006. Aqui publicamos relatórios, projetos e sementes para uma Escola Ecológica. Conheça a nossa missão.


2009-09-29

AME: Daniel Saito, AGO/09

OFICINA DO SUCESSO
Rocinha, Rio de Janeiro
Professor: Daniel Saito

Relatório
AGOSTO 2008
Semente de Jatropha(Aula de 8/8)
Ensinei aos alunos o chute lateral, mas devido à dificuldade de eles se equilibrarem, pedi que experimentassem explorar seu centro gravitacional, pendulando os corpos ora sozinhos, ora de mãos dadas com outro colega.

Um dos alunos, disse que o movimento de pendulação o fez perceber muito como ele perde o equilíbrio no seu dia-a-dia e como esta é uma busca que ele tentar fazer constantemente. Ele percebeu que sua forma automática de tentar chegar ao equilíbrio é enrijecendo-se e que, assim, ao invés de se ajudar, ele acaba se atrapalhando...

Foi interessante como, na aula infantil, as crianças tiveram bem mais facilidade em se equilibrar do que os adultos – o que os dispersava eram as brincadeiras.

Muda de Jatropha(Aula de 15/8)
Treinamos a defesa de chute lateral, após a correta execução dos golpes. Uma coisa que me chamou atenção é como os alunos acabam se inclinando para defender, com a ilusão de que desta forma estarão mais guarnecidos. Contudo, ao se inclinarem, acabam por perder seus centros gravitacionais. Desta forma, assim como na prática do chute, foi passado um novo treinamento de percepção de seus centros gravitacionais.

As crianças mostraram-se mais ansiosas que os adultos, adiantando a defesa antes dos chutes, enquanto que os adultos mais ativos se enrijeciam, o que tornava seus movimentos mais lentos, e os adultos mais passivos piscavam os olhos no momento do golpe, o que os impedia de enxergar a movimentação.

Logo Projeto AME(Aula de 22/8)
Num treinamento dois a dois, um dos alunos segurava o foco e o outro golpeava. Neste exercício, foi treinada a expressão da agressividade e a sua projeção de forma consciente.

Percebemos que alguns alunos se continham e só conseguiam explodir quando desprendiam a raiva que existia dentro deles; outros, por dificuldade de lidarem com a agressividade, acabavam fazendo rapidamente os movimentos para logo se livrarem daquilo; outros tinham dificuldade em controlar a agressividade, acabando por machucar o companheiro de treino.
Ler post inteiro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário