Este é o blog do Adote um Professor, o programa-raiz da União das Árvores (123s), ONG fundada no Rio de Janeiro em 2006. Aqui publicamos relatórios, projetos e sementes para uma Escola Ecológica. Conheça a nossa missão.


2008-09-30

corpoECOlogia: Tatiana Kessedjian, SET/08

CASA DA CRIANÇA (Tijuca)
Rio de Janeiro, Brasil – Setembro de 2008
Teacher: Tatiana Kessedjian

Relatório
SETEMBRO 2008


Nesse mês darei continuidade ao trabalho de ecologia social, intercalando jogos cooperativos com exercícios corporais de contato. Pretendo fazer trabalhos em duplas (sempre variando as duplas para evitar 'panelinhas') e em grupo, para que as crianças possam praticar o cuidado na relação, através do toque e da contato com o corpo do outro.

Também quero retomar a idéia do "Ritual de chegada" que foi feito no semestre passado. No mês de agosto, devido a dinâmica pela qual optei, o "Ritual de chegada" não ocorreu. Penso que este possa voltar a acontecer através de uma Ciranda -- a ciranda, além de integrar canto e movimento, integra o grupo.


Ao contrário de no mês passado, neste mês as crianças estavam, de um modo geral, bastante agitadas.

Com a turma Beija-flor, consegui seguir em parte a minha programação, fazendo jogos cooperativos e um trabalho corporal interessante. Fizemos um exercício onde um deveria escrever nas costas do outro (com o dedo) um elemento possível de se ver numa floresta; o aluno que recebia a escrita nas costas deveria adivinhar o elemento. Foi muito legal, pois "escrever nas costas do outro" com a mão é uma espécie de carinho... As crianças gostaram bastante. Nessa aula, percebi nitidamente como as crianças se comportaram de modo mais afetuoso umas com as outras.

Também notei que o contato que elas tem com a natureza é muito restrito; algumas não sabiam realmente o que é possível ver numa floresta, pois não têm essa experiência. Uma criança disse que há prédios na floresta.

Na turma da "Árvore", não consegui trabalhar com o meu objetivo. Então, mudei a proposta algumas vezes, deixando a aula mais livre. Utilizei argila -- mas não funcionou, e a aula foi uma bagunça; propus um exercício de contenção de energia, onde eles tinham que fazer algumas brincadeiras com um livro na cabeça, sem deixá-lo cair –- mas logo eles se cansaram e quebraram as regras. Também tentei trabalhar com desenhos, mas algumas vezes as crianças não concluíram os mesmos.


Esse mês foi um pouco cansativo. Não consegui alcançar a minha meta em quase nenhuma aula. Por outro lado, na aula onde isso foi possível, saí muito feliz -- e as crianças, também, demonstrando mais afeto -- como eu relatei acima.

No próximo mês, pretendo começar a montagem para o Sarau, mas a falta de disciplina das crianças me preocupa quanto a isso.

Acredito que o mais importante agora é levá-las para o passeio na Floresta da Tijuca... fazer uma visita guiada por um educador ambiental de lá (como já foi combinado com ele), fazer um piquinique e brincar com liberdade e responsabilidade -- que é o que me parece mais importante para o trabalho agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário